terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

ALIMENTAÇÃO ANTES DA CORRIDA: COMO EVITAR DORES NO ABDÔMEN

Fonte: globo.com por Turíbio Barros  

Podemos considerar consenso a recomendação de não competir em jejum. A falta de uma ingestão de alimentos na manhã do dia da prova representaria competir após jejum de várias horas, o que comprometeria o desempenho, podendo até precipitar um episódio de hipoglicemia com consequências mais sérias. Entretanto, ingerir alimentos imediatamente antes de uma atividade física também requer certos cuidados. 
Existe um quadro de desconforto que pode prejudicar o atleta e até mesmo provocar a interrupção da atividade que tem relação com a ingestão de alimentos. Trata-se da incômoda dor no flanco, um episódio que muitos praticantes de esporte já experimentaram e que a ciência se preocupou em explicar.  Esta dor aparece de forma inesperada e pode se tornar tão intensa que inviabiliza a continuidade do exercício. 
Alguns estudos científicos puderam esclarecer sua causa. Segundo estas evidências, o quadro seria decorrente da presença de conteúdo no estômago, prejudicando o movimento descendente do músculo diafragma que se torna exacerbado quando a respiração é mais exigida durante exercícios mais intensos. Quando o diafragma desce para expandir a caixa torácica, se houver conteúdo no estômago, o músculo se comprime contra este obstáculo mecânico. 

Esta compressão do diafragma ocasiona prejuízo da sua perfusão sanguínea, provocando dor. A conclusão é que iniciar uma atividade com conteúdo alimentar no estômago é desaconselhável.  Como conciliar então, a necessidade de ingerir alimentos e a prevenção deste quadro? A recomendação é que se respeite o tempo para o estômago se esvaziar antes de iniciar o exercício. O tempo de esvaziamento do estômago depende do volume ingerido, de seu estado físico, e de sua composição. Alimentos líquidos, sem gordura ou alta concentração de proteínas podem se esvaziar rapidamente do estômago. 
Estes requisitos devem orientar a alimentação pré-atividade. Portanto, a sugestão é ingerir alimentos predominantemente na forma líquida como fonte de carboidratos. As frutas e sucos naturais ingeridos com moderação são uma boa opção. O carboidrato na forma de gel pode também ser utilizado. É importante respeitar o tempo de uma a duas horas até o início da prova para maior segurança, possibilitando a ingestão de outras fontes de carboidrato como pães e proteínas magras como peito de peru. Estes cuidados resguardam a necessidade de aporte de energia, evitando os males do jejum prolongado e prevenindo a tão temida dor no flanco.

sábado, 23 de fevereiro de 2013

CORRIDA AJUDA A TRATAR A DEPRESSÃO E ENCONTRAR "O LADO BOM DA VIDA"

Fonte: globo.com por Carla Gomes 

No filme de David O Russel indicado a oito Oscars, Bradley Cooper vive Pat Solatano, um professor com distúrbio bipolar que passa meses internado em um hospital psiquiátrico. Quando finalmente coloca os pés na rua, ele corre – para fugir dos próprios sentimentos, para rever a mulher amada, para se afastar das cobranças familiares – ele corre. Correndo faz uma amiga, igualmente desequilibrada. E correndo vai retomando o próprio equilíbrio. 
- A corrida libera endorfina. Esporte vicia... graças a Deus - disse o psiquiatra Marcos Gebara, diretor regional da Associação Brasileira de Psiquiatria. Segundo o treinador Manuel Lago, a atividade física ainda ajuda a relaxar. - O exercício também libera a tensão muscular e aumenta a temperatura do corpo, provocando relaxamento. O estudante João Victor Nascimento, de 23 anos, provou os resultados no próprio corpo (e mente). 

Vítima de repetidos episódios de depressão, há oito meses descobriu a corrida. - A corrida me ajudou bastante e continua ajudando a diminuir essa angústia. No final de um treino já me sinto melhor - disse. Mas essa é só a pequena ponta do (bom) iceberg. Atualmente, muitos estudos provam que o esporte aumenta consideravelmente a produção de neurotrofinas, uma família de proteínas que protegem os neurônios. 

Imagine que o neurônio é uma planta e nasce a partir de uma semente. Se você a coloca em um solo pobre e arenoso, certamente terá uma planta de baixa qualidade. Se a colocar em solo fértil, terá uma árvore grande, frondosa e resistente. A neurotrofina é o "jardineiro" do neurônio – comparou Marcos Gebara. 

Corpo x mente 
Todas as doenças da mente têm componentes genéticos e componentes ambientais, em maior ou menor proporção. Em algumas, como a esquizofrenia, o papel orgânico é mais preponderante, mas até o estresse causa perda de neurônios, sabia? - O estresse crônico provoca atrofia e eliminação de neurônios. E a atrofia está diretamente relacionada à depressão, o mal do último século - disse Gebara, citando estudo recente da Organização Mundial de Saúde. 

Segundo o texto, a depressão já é comum em todas as regiões do planeta e atingiu 5% da população mundial no último ano - nada menos do que 350 milhões de pessoas. - E isso não é o mais grave: até 2030, a depressão vai ser a doença mais incapacitante de todas, ultrapassando os problemas cardíacos – alertou o médico. O depressivo, em geral, apresenta menos força de vontade para ingressar em um programa de exercícios físicos, mas isso não é motivo para desistir dele. 
Manuel Lago já desenvolveu algumas estratégias para fazer todo mundo se mexer. - É sempre bom levar o aluno para ambientes externos, como praias, lagoas e parques, quanto menos gente olhando, melhor. E o exercício deve começar leve, com caminhadas curtas e pedaladas, sem preocupação com ritmo ou freqüência cardíaca - disse. Também chamada de "depressão bipolar”, a doença do professor Pat do filme é a segunda mais comum no consultório do psiquiatra. - Com a melhora do diagnóstico, muitos casos tratados com depressão hoje são identificados como bipolaridade, com picos de euforia e depressão. E não adianta culpar apenas os fatores externos – o estresse, uma perda, uma traição, como no filme. 

O gatilho só dá início à crise se a estrutura já estiver frágil, em mais uma metáfora do doutor Gebara. - Pense em uma ponte estaiada, em que as conexões neurais são os cabos de sustentação. Se eles não forem de boa qualidade, até um caminhão pequeno pode colocar tudo abaixo. Com tanta informação em mãos, o médico não dá chance para o azar e coloca em prática o que indica a seus pacientes. 

Praticou todos os esportes de quadra na infância e segue correndo, pedalando e surfando aos 60 anos. - Não adianta ser atleta de final de semana, o cérebro e o corpo precisam de estímulo diário - disse Marcos. Para quem já está doente, o esporte ainda é uma boa fonte de objetivos - uma prova a concluir, um tempo para cumprir, um peso a perder - fatores importantes no controle da mente. Além disso, hoje a medicina sabe que os neurônios não nascem apenas na infância, mas seguem brotando durante toda a vida. Contanto que o solo seja fértil, nunca é tarde para gerar uma boa florada.

CSM LARGA NA FRENTE, MAS ACABA PERDENDO SEU PRIMEIRO JOGO TREINO DA TEMPORADA

Por Rodrigo Floriani 

Em partida onde o que menos importava era o resultado, a CSM Futsal enfrentou a A.D. Hering na tarde hoje em jogo-treino, realizado na recreativa da Hering, em Blumenau. Em jogo movimentado, os comandados do técnico Sergio Lacerda saíram na frente com gol de Nenê, porém cedeu a virada ainda no tempo inicial, terminando em 2 a 1. 
Na segunda etapa a equipe adversária aproveitou um descuido quando a CSM atacava com goleiro linha e fechou o placar em 3 a 1. “Foi um bom teste, em uma partida que pude analisar bem a equipe. Os atletas se movimentaram bastante e criaram inúmeras oportunidades, mas não concluíram em gol. Mas valeu mesmo a oportunidade para ver qual seria o desempenho do time”, disse o treinador Sergio Lacerda. De volta a Jaraguá do Sul, a equipe descansa nesta quinta-feira e já viaja na próxima sexta-feira. Na agenda, um jogo amistoso no sábado contra o Copagril, de Marechal Cândido Rondon. De 25 a 27 deste mês o elenco também participa da Copa Foz Cataratas de Futsal.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

CSM ACERTA CONTRATAÇÃO DO EXPERIENTE ALA RENATINHO

O ala Renatinho acertou contrato com a CSM Futsal para defender a equipe nas competições da temporada. Natural de São Paulo (SP), o jogador estava no oriente médio, onde defendeu o Ajerbaijão Futsal. O acerto , conforme explica Renatinho, foi motivado pelo porte da Csm. Considerada uma das grandes equipes do futsal brasileiro, o time catarinense já conquistou diversos títulos nacionais e internacionais. 
"Estou feliz porque vou atuar em uma ótima equipe, respeitada no cenário nacional do futsal. Vim para colaborar com a equipe em busca de muitas conquistas", afirma Renatinho. Aos 34 anos, o novo reforço da Csm agrada o técnico Sérgio Lacerda. Ele acredita que Renatinho será uma peça fundamental para o esquema da equipe durante as competições. "É um bom jogador, que virá para deixar a equipe ainda mais forte para o ano. Sabemos que teremos um ano muito competitivo pela frente e reforços sempre são bem vindos", analisa.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

BEBIDA ISOTÔNICA: O CONSUMO DEVE SER FEITO APÓS EXERCÍCIOS INTENSOS

Fonte: globo.com por Cristiano Perroni 

Bebida isotônica ou bebida esportiva é indicada para atletas e praticantes de atividades físicas prolongadas e intensas, especialmente formulada para suprir as necessidades relacionadas aos exercícios físicos facilitando a reidratação durante e após a prática de exercícios intensos, repondo água e sais minerais perdidos pela transpiração. 
Devido ao alto consumo de bebidas isotônicas pela população em geral, a portaria da ANVISA de 13 de Novembro de 2008 alterou a denominação de “repositor hidroeletrolítico para praticantes de atividade física" para ser considerado "repositor hidroeletrolítico para atletas", e as empresas devem atender aos seguintes requisitos 

- O produto formulado para fins de reposição hidroeletrolítica deve conter sódio, cloreto e carboidratos. 
- A quantidade de sódio deve estar entre 460 e 1150 mg/l. 
- Os carboidratos devem constituir de 4% a 8% (m/v). 
- A osmolalidade do produto não deve ser superior a 330 mOsm/Kg água. A empresa deve comprovar, por meio de cálculos e ou de análise laboratorial, a osmolalidade do produto. As bebidas com osmolalidade entre 270 e 330 mOsm/kg água podem ser consideradas isotônicas. 
- Este produto não pode conter vitaminas e outros minerais. 
As bebidas isotônicas não fornecem energia, repõe água e sais minerais perdidos pelo suor, retardam a fadiga muscular e melhoraram a performance em exercícios de longa duração ou realizados sob uma temperatura elevada com sudorese excessiva. Em exercícios físicos praticados até uma hora a hidratação deve ser feita somente com água, entretanto quando o exercício for mais prolongado e intenso, é recomendada além da ingestão de água a utilização de bebidas isotônicas, devido a grande perda de sais minerais, que devem ser indicados por nutricionistas e médicos para a prática esportiva segura. 

O consumo inadequado pode trazer prejuízos à saúde, pode agravar doenças como diabetes, hipertensão, doença renal e oferecer riscos à saúde de grupos específicos como crianças, idosos e gestantes.

sábado, 16 de fevereiro de 2013

JOGO RECREATIVO ENVOLVENDO ATLETAS, COMISSÃO TÉCNICA E DIRETORES DA EQUIPE

A quarta semana de preparação da CSM/Pré-fabricar/FME terminou nesse sábado com um treino físico no Parque Malwee e logo em seguida um divertido jogo recreativo envolvendo atletas, comissão técnica e diretores da equipe. Abaixo algumas fotos do animado bate-bola de hoje cedo:







sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

FAZER DIETA SEM ACOMPANHAMENTO NUTRICIONAL REPRESENTA RISCO À SAÚDE

Fonte: globo.com por Bebel Clark 

Há quem tenha sempre na manga uma dieta da sopa, da proteína, dos pontos, do grupo sanguíneo, sem glúten, que eliminam o consumo de determinados alimentos e exageram na ingestão de outros. O que na maioria das vezes não fica bem explicado é que remédios e alterações radicais na alimentação sem ter o acompanhamento nutricional podem colocar a saúde em risco e trazer complicações piores do que o excesso de peso. Ainda mais no Brasil, apontado como o país que mais consome medicamentos para emagrecer. 
Quando um nutricionista planeja o programa alimentar do paciente, aspectos de sua individualidade devem ser respeitados, como história clínica, familiar e social, exames laboratoriais, preferências, aversões e intolerâncias alimentares, doenças associadas, interações medicamentosas, nível de atividade física e questões psicológicas. 

Portanto, é fácil concluir que muitos prejuízos podem ser causados por regimes de emagrecimento realizados sem adequada avaliação. É o que afirma a nutricionista Cristiane Perroni. - Dietas sem acompanhamento são restritivas e não levam em conta estado de saúde, hábito alimentar e estilo de vida do indivíduo, não têm preocupação em promover educação nutricional e, o mais complicado, não conseguem acompanhar a manutenção do peso perdido -. 

DEFICIÊNCIA NUTRICIONAL Dietas à base apenas de carboidratos, proteínas, fibras ou líquidos são prejudiciais à saúde. Isso porque isoladamente, esses grupos alimentares não são capazes de oferecer todos os nutrientes de que o organismo necessita, podendo ocasionar déficit de vitaminas e minerais. 
EFEITO SANFONA Caracteriza-se pela perda de peso e sua recuperação algum tempo depois. É comum em dietas sem equilíbrio adequado de nutrientes, que prometem emagrecimento rápido. Ocorre porque, durante a dieta, há perda de gordura e de massa muscular. Com a redução de musculatura, as necessidades de energia diminuem e, ao interromper o regime, a pessoa volta a engordar. O efeito sanfona também sobrecarrega os órgãos, o que torna difícil o emagrecimento ao longo do tempo. 

EXCESSO DE GORDURAS E PROTEÍNAS A ingestão excessiva de proteínas e gorduras pode resultar em aumento nos níveis de colesterol e triglicerídios  e facilitar o aparecimento de doenças graves. Dietas ricas em proteínas podem sobrecarregar o fígado e os rins, uma vez que estes órgãos atuam na metabolização de proteína. A insuficiência de fibras, comum nesses tipos de dieta, pode alterar o bom funcionamento do intestino e facilitar o surgimento de câncer. 

FALTA DE CARBOIDRATOS Responsáveis pelo fornecimento de energia do corpo, normalmente são excluídos das dietas que estimulam o emagrecimento rápido a qualquer custo, pois são tidos como vilões do excesso de peso. Sua ausência pode diminuir a quantidade de serotonina, substância produzida no cérebro com a função de regular o apetite e a saciedade. A queda de seretonina pode levar à compulsão alimentar e ao aumento da ansiedade, dificultando o processo de emagrecimento. Além disso, a não ingestão de glicose acaba gerando alta concentração de cetona no organismo, que acarreta o aumento da produção de radicais livres, podendo estimular até o aparecimento de doenças crônicas, sendo a principal delas o câncer.

CSM ANUNCIA DESAFIOS PARA A PRÓXIMA SEMANA

Fonte: assessoria CSM Futsal 

Para marcar o início das atividades em 2013, a CSM Futsal anunciou um jogo-treino contra os atuais campeões da Liga Sul, a ADHering. O duelo está marcado para o dia 20 de fevereiro, em Blumenau (SC). “Acordamos que primeiros jogaremos lá em Blumenau e, depois que disputarmos a Copa Cataratas, o time deles vem a Jaraguá para mais um jogo-treino”, explicou o supervisor da CSM, Mário de Oliveira. 
No dia 23 de fevereiro, em Marechal Cândido Rondon (PR), a CSM enfrentará a Copagril, que também disputa a Liga Futsal. "Esse jogo-treino e amistoso serão importantes para equipe ter entrosamento na disputa do Copa Cataratas", revelou Mário. As partidas servirão de preparação para a Copa Cataratas de Futsal, que reunirá, além da equipe de Jaraguá do Sul, Krona, Corinthians e Foz Futsal. 

O pivô Hugo explica o valor que sua equipe atribui ao torneio. "Será o momento de mostrarmos nossa cara. Vamos encarar essa competição com seriedade e buscar o título. São três times de Liga e mais um que disputa o Paranaense da Série Ouro. Será uma boa maneira de nos prepararmos bem para estréia da Liga Futsal", afirmou.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

EXERCÍCIOS INTENSOS PODEM CAUSAR PROBLEMAS GRAVES EM MULHERES

Fonte globo.com por Turíbio Barros 

A abordagem de temas relacionados aos problemas decorrentes da prática de atividades físicas deve ser sempre muito cuidadosa. Nunca devemos atemorizar quem faz ou pretende fazer exercícios. A prática de atividades físicas deve ser sempre estimulada, pois seus benefícios para a saúde e qualidade de vida são absolutamente inquestionáveis. O que devemos sempre proporcionar são informações para que se evitem problemas decorrentes de excessos ou condutas inadequadas que possam prejudicar a saúde do praticante. 
Muitas vezes, estes problemas acontecem exatamente por falta de informação ou pela não valorização de algum sinal do corpo que estaria indicando que alguma coisa está errada. Um desses problemas diz respeito à saúde da mulher. Em 1993, o Colégio Americano de Medicina Esportiva oficializou um termo que denominou um quadro de sinais e sintomas que se verificou ser cada vez mais prevalente em mulheres atletas, principalmente de esportes ou atividades mais intensas. 

O termo adotado foi a Tríade da Mulher Atleta: 
O que é? A prática de exercícios muito intensos pela mulher; e é importante que se caracterize que aqui estamos falando realmente de excesso; pode trazer um problema que inicialmente se caracteriza pela irregularidade do ciclo menstrual. Neste caso, a irregularidade estaria associada a um estresse provocado pelo excesso de exercício, detectado pelo sistema nervoso central numa área que controla a produção de vários hormônios denominada Hipotálamo. 
Este estresse altera o mecanismo de controle dos hormônios femininos e consequentemente, torna o ciclo irregular, podendo até interromper a menstruação. É importante saber que esta irregularidade prejudica inclusive a fertilidade da mulher. A irregularidade da produção dos hormônios femininos estrogênio e progesterona tem outras consequências. Um dos prejuízos decorrentes desta alteração é o impacto na densidade óssea. Quando o problema evolui, a mulher começa a ter perda de massa óssea podendo, portanto, desenvolver osteoporose mesmo em idade jovem. 
Este quadro é potencializado quando a mulher apresenta também uma redução muito acentuada da gordura corporal com índices inferiores a 15% de gordura. Em casos mais graves instalam-se distúrbios alimentares culminando com anorexia. Tratamento e prevenção Vale a pena enfatizar que o quadro grave com amenorreia (suspensão da menstruação), osteoporose e anorexia não é comum e quando instalado requer suspensão da atividade e tratamento hormonal. Entretanto, o sintoma inicial que é a irregularidade da menstruação é mais comum e representa exatamente o sinal de alerta que deve ser valorizado. A natureza é sábia. 

O excesso cometido resulta em um sintoma que permite a prevenção do problema. Quando a mulher, que até então apresentava um ciclo menstrual regular, começar a apresentar irregularidades do ciclo associadas com a prática de exercícios mais intensos, a recomendação é reduzir a intensidade do exercício. Na literatura científica, existem evidências de que o limite de segurança para evitar o problema é respeitar o limite de intensidade caracterizado pelo limiar anaeróbico que foi tema de coluna anterior (clique aqui e confira).

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

VÍDEOS DO TESTE DE FORÇA E POTÊNCIA: AVALIAÇÃO ISOCINÉTICA

A seguir dois vídeos demonstrando o teste de força e potência muscular que a equipe CSM/Pré-fabricar/FME realizou nessa última sexta-feira. O primeiro vídeo uma avaliação da força de membros inferiores do atleta PC Diniz e o segundo vídeo com a avaliação de potência muscular.
video

video

ENTORSES DE TORNOZELO REPRESENTAM ATÉ 21% DE TODAS AS LESÕES ESPORTIVAS

Fonte globo.com por Ana Paula Simões 

As entorses do tornozelo são comuns em atletas submetidos a treinamento intensivo e representam de 16% a 21% de todas as lesões esportivas. Elas ocorrem com maior freqüência durante as competições e menos nos treinamentos, já que, geralmente, o “terreno" é conhecido na hora. Os ligamentos do complexo lateral são os mais acometidos e representam 45% de todas as lesões, sendo que em 20% dos casos evoluem para a instabilidade. 
A estabilidade do tornozelo é conferida por estruturas estabilizadoras estáticas e dinâmicas. A estabilização óssea, também conhecida como “pinça do tornozelo” é constituída pela parte superior da tíbia, pelo maléolo medial e o lateral. A articulação tibiotársica é muito estável, sendo que 65% da estabilidade é oferecida pelas estruturas ósseas. 

Os estabilizadores estáticos são representados pelos ligamentos. O estabilizador medial é o ligamento deltóide. A estabilidade lateral estática é fornecida pelo complexo ligamentar lateral formado pelos ligamentos fibulotalar anterior (LFTA), fibulocalcâneo (LFC) e fibulotalar posterior (LFTP). Os estabilizadores dinâmicos são constituídos pelos tendões dos músculos que atravessam a articulação do tornozelo. Os laterais dinâmicos são os tendões dos fibulares, e os mediais, os tendões do tibial posterior e flexores dos dedos. 
Classificação: 

As lesões ligamentares classificam-se em agudas e crônicas. As agudas, por sua vez, classificam-se em três graus conforme a gravidade. Grau I: Estiramento microscópico. Rompimento intra-substância do ligamento. Geralmente lesão isolada do LFTA. Ausência de instabilidade. Grau II: Rotura macroscópica parcial do ligamento. Geralmente ocorre rotura completa do LFTA e parcial do LFC. A instabilidade pode estar presente. Grau III: Rotura completa geralmente do complexo lateral. Instabilidade franca da articulação. Quadro Clínico e exame físico: A queixa de dor é mais freqüentemente referida na inserção fibular do LFTA e na inserção do LFC no calcâneo. A dor piora com o movimento e é acompanhada de edema e equimose lateral.

domingo, 10 de fevereiro de 2013

AVALIAÇÃO MUSCULAR: TESTE ISOCINÉTICO

Nessa sexta-feira a equipe realizou na Clinica do Joelho em Curitiba uma avaliação muscular extremamente detalhada que chamamos de avaliação isocinética, que tem como objetivo principal identificar desequilíbrios musculares que possam interferir no desempenho do atleta e aumentar o risco de lesões. 
video
Dessa forma conseguimos analisar diferenças entre os membros inferiores e também diferenças entre os grupamentos musculares anteriores e posteriores da coxa. Vale ressaltar que para minimizarmos a ocorrência de lesões a musculatura precisa estar forte e equilibrada. 
Com essa avaliação também conseguimos determinar os níveis de força, potência e resistência muscular de forma isolada, através de um teste de força máxima no qual os atletas são expostos. Em um elenco é muito comum que apareceram desequilíbrios e nossa função é trabalhar arduamente para que o elenco esteja o mais homogêneo possível ao longo da temporada. Através dos resultados conseguimos trabalhar de forma individual e dar ênfase nos grupos musculares que requerem maior atenção. 
Profissionais que acompanharam as avaliações: 
Supervisor CSM: Mario de Oliveira; 
Preparador Físico CSM: Mauro Sandri; 
Fisioterapeuta CSM: Wilson Junior; 
Fisioterapeuta Clínica do Joelho: Homero Zeni; 
Preparador de Goleiros CSM: Serginho Santana

FOTOS DO CIRCUITO DE TREINAMENTO FUNCIONAL E PROPRIOCEPÇÃO








5+: EXERCÍCIOS QUE GASTAM CALORIAS

Fonte: globoesporte.com 

Controlar as calorias é o primeiro passo para perder peso. No entanto, é necessário entender que gastar mais calorias do que consumir é primordial para atingir esse objetivo. Aliado à isso, também se torna importante saber quantas calorias são gastas nas atividades físicas. A queima calórica depende de pessoa para pessoa, do metabolismo, idade, peso e altura de cada um e com que intensidade esses exercícios são realizadas. 
Antes de começar a fazer uma dieta, é importante ser informado de cinco atividades que contribuem para eliminar do corpo as gorduras indesejáveis. Tudo, é claro, em prol de uma vida mais saudável. Nadar, pedalar, jogar futebol, correr e malhar geram maior queima calórica

DEFINIDAS AS DATAS E ADVERSÁRIOS DA CSM NA PRIMEIRA COMPETIÇÃO DA TEMPORADA

Fonte: CBFS 

A cidade de Foz de Iguaçu (PR) vai ser palco da Copa Cataratas de Futsal, que vai contar com quatro equipes e será realizada entre os dias 25 e 27 de fevereiro. A tabela oficial do torneio foi divulgada nesta sexta-feira (8/2), e no jogo de estreia a Krona encara o Corinthians. As duas equipes são grandes rivais na Liga Futsal. Em 2012, o Corinthians ficou entre os quatro melhores, enquanto que a Krona conquistou o vice-campeonato, perdendo na final para a Intelli. 
Além de Krona e Corinthians a competição vai contar com o CSM de Jaraguá do Sul (SC) e os donos da casa, o Foz Futsal (PR). O torneio vai servi como preparação para o restante da temporada e será disputado no formato de pontos corridos, onde todos se enfrentam em turno único, ao término dos confrontos a equipe que somar mais pontos conquista o título. Os jogos serão realizados no Ginásio de Esportes Costa Cavalcanti. 

Tabela de jogos: 
Dia 25/02 
19h30: S. C. CORINTHIANS X KRONA/JOINVILLE 
21h15: FOZ CATARATAS FUTSAL X CSM/JARAGUA 
Dia 26/02 
19h30: CSM/JARAGUA X S. C. CORINTHIANS 
21h15: FOZ CATARATAS FUTSAL X KRONA/JOINVILLE 
Dia 27/02 
19h30: KRONA/JOINVILLE X CSM/JARAGUA 
21h15: FOZ CATARATAS FUTSAL X S. C. CORINTHIANS

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

DORES NO JOELHO: SAIBA COMO CUIDAR DESSA ARTICULAÇÃO

Fonte globo.com por Raquel Castanharo 

Se um corredor te pedir para adivinhar em qual parte do corpo está sentindo dor e você disser “joelho”, você tem quase 50% de chance de acertar. O joelho é a articulação do corpo que mais apresenta dores entre atletas, especialmente nos esportes que envolvem corrida. A dor no joelho é tão frequente entre corredores que existe até uma situação clínica chamada “joelho de corredor”. O joelho de corredor se refere à Síndrome da dor femoropatelar, na qual o principal sintoma é dor na região anterior do joelho, atrás da patela (rótula). 
Ela acontece devido a uma sobrecarga na região entre a patela e o fêmur (osso da coxa) e pode ser causada por: • Desalinhamento do joelho: a falta de alinhamento da patela gera pontos de contato inadequados entra ela e o fêmur, aumentando a pressão entre essas estruturas. O desalinhamento pode acontecer durante a corrida se o joelho cair para dentro quando o pé está no chão (padrão conhecido como valgo de joelho). Embora esse desalinhamento seja mais visível no joelho ele acontece principalmente por uma falha da musculatura lateral da coxa (músculo glúteo médio), o que permite com que a coxa caia para dentro 
O valgo do joelho durante a corrida também pode causar dor na parte interna desta articulação, devido a uma inflamação dos tendões dos músculos da região, conhecidos como Pata de Ganso (músculos semitendinoso, grácil e sartório) • Falha no amortecimento de impacto: O impacto do corpo com o solo durante a corrida é de aproximadamente 3 vezes o peso corporal. Logo após o pé encostar no chão os músculos têm que amortecer esse impacto. 

O joelho se dobra aproximadamente 40 graus e o músculo quadríceps (anterior da coxa) se contrai para cumprir essa função. Se existe uma falha na força ou na coordenação do quadríceps o joelho dobra mais do que deveria, o que aumenta a pressão entre a patela e o fêmur, gerando dor ao longo do tempo e repetições • Desalinhamento do pé: uma pronação excessiva do pé (pé caído para dentro) também pode desalinhar o joelho, além de comprometer a absorção de impacto • Treinos: um aumento brusco da intensidade dos treinos ou um volume de treino exagerado pode sobrecarregar o joelho além de seu limite
Tratamento e prevenção: A seguir estão citadas algumas orientações que podem ajudar na diminuição da dor no joelho e em sua prevenção. Porém o tratamento real e ideal envolve o diagnóstico de um médico e fisioterapia para reverter as causas da dor: 
• Fortalecimento dos músculos quadríceps (anterior da coxa), glúteo médio (lateral do quadril) e glúteo máximo (posterior do quadril) 
 • Procurar correr com o corpo bem ereto, como se existisse uma linha imaginária que te levantasse para cima pela cabeça 
 • Aplicação de gelo por 20 minutos após o treinamento se houver dor

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

ATIVIDADE FÍSICA REDUZ A GORDURA CORPORAL E A CIRCUNFERÊNCIA ABDOMINAL

Fonte globo.com por Cristiane Perroni 

Estudos mostram que a localização da gordura corporal é influenciada por fatores como genética, sexo, sedentarismo, tabagismo e bebida alcoólica. A gordura abdominal é fortemente associada a alta prevalência de resistência à insulina, diabetes, doenças cardiovasculares, hipertensão arterial e alguns tipos de cânceres como o de mama, ovário e de endométrico. A localização central da gordura corporal e da gordura visceral é influenciada por diversos fatores: genética, sexo, idade, sedentarismo, tabagismo e ingestão de bebida alcoólica. 
Os homens tendem a ter maior proporção de gordura abdominal, obesidade andróide, e as mulheres tendem a ter maior quantidade de gordura na região glútea, obesidade ginóide. Após a menopausa as mulheres tendem a aumentar a deposição de gordura na região abdominal. A circunferência abdominal é uma medida antropométrica que tem alta correlação com a distribuição de gordura visceral. Segunda a Organização Mundial da Saúde os riscos de complicações metabólicas aumentam quando os valores da Circunferência Abdominal são: 
Mulheres apresentam risco >80 cm e risco alto >88 cm
Homens apresentam risco >90 cm e risco alto > 102 cm

Vários estudos têm demonstrado que a quantidade total de álcool ingerida e o consumo de cerveja exercem grande influência sobre a adiposidade abdominal. Estudo prospectivo que avaliou a quantidade e tipo de álcool ingerido mostrou um aumento significativo na circunferência abdominal em homens que consumiram mais do que 21 doses de cerveja por semana ao longo de dez anos, e correlação de ingestão de bebida destilada com aumento da circunferência abdominal em mulheres na menopausa. 
Para redução da gordura abdominal devemos praticar atividade física aeróbia (caminhar, correr, pedalar, nadar...) e reduzir a ingestão calórica, principalmente a ingestão de gorduras. O treinamento de força é um coadjuvante valioso no treinamento aeróbio, promove aumento da força e resistência muscular localizada, podendo melhorar a execução das tarefas da vida diária. A ingestão de alimentos ricos em ácidos graxos saturados e ácidos graxos trans têm correlação com aumento da gordura abdominal: manteiga, dendê, óleo de coco, leite integral, bacon, toucinho, carne bovina gorda, queijos amarelos, alimentos fritos e empanados, biscoito recheados, congelados industrializados, margarinas, sorvetes cremosos. 

A ingestão de ácidos graxos saturados está fortemente correlacionada com o nível de colesterol, e este com a incidência de infarto do miocárdio. Os ácidos graxos saturados aumentam os níveis de LDL-colesterol. A elevação da fração LDL do colesterol sanguíneo irá favorecer o depósito lipídico nas paredes dos vasos, ocasionando o aparecimento de placas de ateromas. Como consequência, aumentam as probabilidades de um ataque cardíaco. Prevenir o sobrepeso e a obesidade é o principal meio para diminuir a adiposidade abdominal. 
É fundamental promover mudanças no estilo de vida, como aumento da atividade física, abandono do tabagismo, evitar ou diminuir a ingestão de bebida alcoólica e modificações nos hábitos alimentares . Algumas dicas: 
1) Manutenção do balanço energético (o quanto gastamos de calorias e o quanto ingerimos) e do peso saudável, tratar o sobrepeso e a obesidade - se preocupar com a qualidade dos alimentos ingeridos e não somente com a quantidade ou contagem de calorias da dieta 
2) Reduzir a ingestão de calorias sob a forma de gorduras. Trocar o consumo de gorduras saturadas por ácidos graxos insaturados poli e monoinsaturados - reduzir o consumo de gorduras trans (hidrogenada) 
3) Aumentar a ingestão de frutas, hortaliças, leguminosas e cereais integrais: utilizar 5 porções diariamente 
4) Reduzir a ingestão de açúcar livre, bebidas açucaradas - reduzir a ingestão de sal (sódio) sob todas as formas - reduzir ou evitar a ingestão de bebida alcoólica - praticar atividade física, no mínimo 3 horas por semana para manutenção do peso e no mínimo 4 horas por semana para perda de peso.